quarta-feira , Janeiro 17 2018
Capa / Belize / Belize, um outro olhar sobre o Caribe

Belize, um outro olhar sobre o Caribe

Ambergris Caye, um destino mochileiro em meio aos resorts.

belize - Caye Caulker

 Lembro até hoje da uruguaia que puxou assunto comigo na enorme fila de embarque cheia de brazucas em Cancun : “Com tanta praia no Brasil, o que vocês vêm fazer no Caribe ?”. Eu juro que não soube responder e olha que eu estava lá. Fazendo o que mesmo ? Eu tive vontade de mandar aquele papo de que é mais barato ir pro Caribe do que ir pro Nordeste e aproveitar pra criticar os preços no Brasil etc e tal, mas, na boa,  não é verdade.  O que a gente vai fazer no Caribe ?  Bom, sei lá o que a maioria faz, mas eu realmente não fui pelas praias. Diante da minha fixação pela América Latina, eu queria conhecer Belize.  Simples. Cancún pra mim foi só o ponto final de uma viagem de descida desde a Cidade do México.

A aventura começou em Chetumal no México, em uma viagem de 8h até Belize City de ônibus (50 US$). O objetivo eram as ilhas caribenhas de  Ambergris Caye e Caye Caulker, acessíveis por taxis marítimos que partem de Belize City.

Dia da Independência em Belize City

Dia da Independência em Belize City

A viagem dura mais ou menos 1:30 dependendo do tipo de embarcação. A primeira parada é em Caye Calker. Se você for da turma dos hippies pode descer, aí é seu lugar. Pode se juntar aos campings das comunidades que chegaram nos anos 70 e nunca mais saíram. Humildemente eu me juntei ao público mediano que segue pra Ambergris Caye.

O transporte é baratinho, cabe no bolso de mochileiro 10 US$ o trajeto , mas as hospedagens de hotéis de categoria média ficam em torno de 100/150 u$. Claro que tem albergues e hostels, as ilhas vivem de turismo, mas, na hospedagem, vale a pena deixar de ser muquirana. Não precisa ser um resort, mas ficar em um lugar legal é aconselhável.

Ambergris Caye é a maior entre as 200 ilhas de Belize, com 40 km de extensão, só 7,5 km de largura, e uma única cidade : San Pedro. Habitada  pelos Maya, foi descoberta pelos Europeus em 1508, e saiu do domínio oficial inglês em 1981 quando Belize conquista a independência. Alias, estive ai em plena festa da independência, 21 de setembro.

A ilha guarda alguns resquícios da civilização pré-colombiana, agora pontos turísticos. Quase um mês no México, minha cota de pirâmides já tinha se esgotado. Como boa carioca fui ver os acessos ao mar. A primeira impressão da ilha é : não tem praia ! Boa parte é formada de mangues e pra cair na água é preciso torcer pra que o seu hotel tenha um pier. Caso contrário você tem que passar por aquela sensação nada agradável de pisar em matinhos na hora de entrar na água, e pior, sem saber o que realmente está lá embaixo.

Geralmente os hotéis também colocam uma rede de proteção mais adiante do pier porque a ilha é cercada de tubarões. Aliás, tem muita gente que vai lá só pra fazer o tal mergulho com tubarões, é uma das atividades turísticas mais fortes. Diante de tantas dificuldades, preferi conhecer a cidade. Assim como Belize, praticamente uma nação chinesa. Muitos comerciantes são imigrantes e é difícil entre tantos turistas, rastas, hippies saber quem é mesmo nativo. Se é que eles existem. A ilha tem poucos carros, mais golf cars.

belize (2)

A pedida é alugar bicicletas (10 US$ por dia) e fazer a volta de ilha pedalando. Só não esqueça de levar repelente, dependendo da época você pode ser realmente atacado por nuvens de mosquitos. Mesmo em meio a tantos dos resorts, é parte de um país pobre e enfrenta problemas com a destruição ambiental. Uma boa parte do lixo da cidade foi jogado em aterros nas pontas da ilha pra aumentar o território. A natureza paga a conta com um forte desequilíbrio ambiental.

Se vale a pena conhecer ? Sim ! Mas não vai ser uma viagem barata. Para aproveitar o melhor lado da ilha é preciso gastar, ficar em um bom hotel, mergulhar com tubarões, visitar as ruínas mayas e aproveitar a comida maravilhosa, comi uma pizza de abacaxi com pimenta que surpreendentemente estava ótima.

Onde fiquei :  Hotel Corona del Mar 

belize (3)

Diárias de 95 a 120 US$. Acolhida calorosa, um pouco afastado do centro, mas é bom caminhar pela ilha. Ajudam a organizar todos os passeios. O café da manhã é incluído, mas bem médio. Umas brioches e café com leite. Tudo doce, o que pra brasileiro é bem estranho. Sonhei com um pãozinho com manteiga.

Nota : Belize precisa de visto!A maneira mais fácil de tirar é estando já no México, fica pronto na hora.Embaixada de Belize em Mexico City 215 Calle Bernardo de Galvez Tel : +52-55-5520-1274 ou +52-55-5520-1346 Email: embelize@prodigy.net.mx

Sobre Nivea Atallah

Jornalista de formação e mochileira por vocação.

8 comentários

  1. Nivea, a Secret Beach vale mesmo a pena ser visitada?

  2. Li o post e me vi lá em Belize. Morei no país mais de um ano a trabalho, na cidade de Orange Walk. Em verdade, não existe praia de areia, o maior coral do mundo está lá, por isso, para ver praia somente indo a São Pedro. Os chineses estão por todo lado, ainda bem! Fazem muita comida boa, ótima opção para quem queira comer arroz e não tortilhas, por sinal deliciosas! Passar por Belize é conhecer um povo acolhedor e não se preocupar com transporte, basta dedo e pedir carona e não ter medo de andar atrás em caminhonetes. Td turista lá anda de carona fácil fácil. As ruínas matas são o forte e cuidado com rios, cheios de crocodilos. Parece mentira, só que não. Uma dica que fiz e tornarei a fazer, pode deixar a viagem mais barata e divertida. Como morava lá fui pra Chetumal no México e de ônibus fui pra Cancun, super barato. De Cancun tem um tur pra Chichen Itzá, passeio de um dia, também muito barato. Lá há ótimos restaurantes. De Cancun também fui até Mérida no México, lugar lindo. Quero voltar para esses lugares e rever a família que lá deixei e fazer tudo outra vez! Uma ideia que tenho é fazer diferente, fazer de Cancun o ponto de partida e rever tudo a partir dali, sai mais barato. Com certeza sobrara um fôlego pra ir a Havana/Cuba, Varadero! 😆😀😍

  3. nossa, depois de ver vários sites fiquei ate decepcionada com seu post. Não por ele ter sido mal feito, mas pq foi o primeiro que não amou Belize. Sempre via que era um destino barato, para mochileiros, mas agr percebeo que deve ser barato comparando com outros no Caribe.

    Ficou só a dúvida: vale a pena? apesar das praias serem mangues? Queria um destino bem pé na areia, sem stress. E adorei Belize quando vi outros atrativos como algumas ruinas maias

  4. Amei… estou começando a pesquisar sobre Belize!
    bjo

  5. Não seria mais melhor ser mais detalhista e por os preços e tal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*