terça-feira , novembro 21 2017
Capa / Brasil / Rio de Janeiro / Um dia em Conservatória, a capital da serenata

Um dia em Conservatória, a capital da serenata

Conservatória é a cidade da serenata, a 142 km do Rio de Janeiro, com 4.000 habitantes e fincada no vale do café. Com cachoeiras, mata e muita calmaria é conhecida como atrair o público da terceira idade em busca do ar bucólico e músicas de outrora. Mas Conservatória é motivo de visita pra todos os públicos, principalmente porque dá pra fazer um bate e volta do Rio de Janeiro, são 2h de viagem por caminho de muito verde fazendas.

Trem de ferro em Conservatoria

A maria fumaça que serviu para escoar o café, relíquia fabricada em 1910

A região tem vários atrativos naturais, mas a cultura musical é o que movimenta o turismo. Pra quem quiser aproveitar, o bom é dormir na cidade porque é no cair do sol que os seresteiros começam a cantar de porta em porta, em especial nas noites de sexta e sábado.

estatua seresteiro conservatoria

A serenata é o grande diferencial de Conservatória

Conservatória conheceu o auge na época do ciclo do café, concentrava diversas fazendas produtoras e era ligada ao Rio de Janeiro pela linha de ferro pra escoar a produção. Infelizmente a ferrovia foi desativada, grande erro estratégico do Brasil. Imagina o quanto seria bonita a viagem de lá até o Rio de trem. Enfim, foi tudo pro buraco pra favorecer a indústria automobilística. Inclusive a antiga estação de trem de Conservatória é onde funciona a rodoviária atual.

casarios de conservatoria

Fachadas coloniais e a praça central

Entre altos e baixos, a cidade ficou meio esquecida até a década de 80, quando a movimentação cultural retornou. Hoje em dia, Conservatória tem um calendário anual de eventos e vida cultural bem definida.

 museu conservatória

Existe um certo fetiche pela época colonial, algumas lojas inclusive vendem trajes de época, em boa parte porque algumas novelas de época globais foram gravadas em Fazendas da região como a Florença. Pra uma cidade do interior é surpreendente ter 3 museus, uma casa de cultura e um cinema especializado em filmes da década de 50/60.

conservatoria rio (9)

Conservatória – RJ

O que ver ?

Museu Vicente Celestino – conta com objetos pessoais e discografia. Rua Rua Oswaldo Fonseca, 63 – Centro

Museu Silvio Caldas – Rua Luiz Almeida Pinto, 44, centro

Túnel que chora – Chegando na cidade você vai passar por ele. As goteiras dão o nome. É de pedra e foi cavado pelos escravos.

Locomotiva 206 – É cartão postal da cidade, impossível não achar. é permitido subir e tirar fotos de dentro. Pelo menos vi gente fazendo isso.

Ponte dos Arcos – Na estrada de Conservatória / Santa Isabel, foi construída com técnica egípcia de blocos de pedra sobrepostos presos por tração. Vale a pena dar uma olhada.

Serestas e Serenatas (não sabe a diferença, dê uma googada :). A música é  o grande patrimônio da cidade. Não vi as apresentações porque fui de tarde, normalmente a movimentação é de noite, nos fins de semana.

Onde comer ?

Chegando do Rio estão os melhores restaurantes, antes da entrada da cidade. Só que existem também boas opções no centro. É só procurar a estátua do seresteiro, a maioria de concentram ali naquele calçadão. O menu que predomina pelo que pude perceber é a comida mineira e massas.

Onde dormir ? 

Quem quer conforto fica nos hotéis fazenda, mas é bom lembrar que ficam longe do centro, onde acontecem as serenatas. Hotéis em Conservatória.

Quando ir ?

De preferência durante algum evento/festival e nos finais de semana, quando a cidade fica mais efervescente. Durante a semana é uma cidade de 4 mil habitantes e pode apresentar algum marasmo, principalmente durante o dia.

mapa_conservatoria

 

Sobre Nivea Atallah

Jornalista de formação e mochileira por vocação.

3 comentários

  1. Ótimo lugar, sem violência e muito lindo. acesse site conservatoria.com para saber mais.

  2. Edna Aparecida costa

    Olá, obrigada pelas informações… se puder informar se é seguro ir p lá sozinha e os melhores lugares pq irei de ônibus. Grata. Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*