Home / Brasil / Maranhão / Travessia a pé dos Lençóis Maranhenses

Travessia a pé dos Lençóis Maranhenses

Muito sol, cansaço, noites mal dormidas. Falando assim parece um pesadelo, mas atravessar os Lençóis Maranhenses a pé é uma aventura enriquecedora. Do sacrifício, ficou a satisfação de ter feito algo extraordinário e de ter visto o deserto na sua forma mais selvagem, bem longe da multidão de turistas que lotam os jipes nos passeios de ida e volta. Essa travessia é a chance de vivenciar o mundo das comunidades de pescadores que moram no interior do parque. Vitimas do isolamento, ostracismo e das demais dificuldades, representam uma historia dura, mas que, por ironia, se passa em um cenário digno de paraíso.

lencois maranhenses - trek (2)

O inicio da caminhada foi por Santo Amaro, a partir da Lagoa da Gaivota.

Dia 1 : SÃO LUIS – SANGUE – SANTO AMARO – QUEIMADA DOS BRITOS / 7h de caminhada e 20 km

Saímos de São Luis as 5:30 ainda de madrugada no serviço de van coletiva que leva até Barreirinhas. No roteiro que escolhi, não precisávamos ir até Barreirinhas. Descemos 200 km depois, em Sangue (3h de viagem), onde a caminhonete da pousada nos esperava. A partir dai, 35km e 1h30 de trilha bem acidentada com algumas partes alagadas. Um verdadeiro rally pra chegar até Santo Amaro.

Chegamos em Santo Amaro por volta de 12:00. O melhor é dormir em Santo Amaro e sair no dia seguinte em direção a Queimada dos Britos, mas como tinhamos pouco tempo decidimos encarar o sol de 14:00 (prefira uma noite em Santo Amaro). Depois do almoço e de descansar um pouco partimos em 4×4 rumo a uma das portas do deserto, 30 minutos pelos Lençois até o limite onde carros são permitidos- a Lagoa da Gaivota.

lencois maranhenses - trek (1)

Não caia na tentação de fazer o trajeto Santo Amaro  – Queimada dos Britos em 4×4. Alguns espertinhos oferecem essa opção, mas a entrada de carros nos Lençóis Maranhenses é proibida por lei e crime ambiental. Se não tem preparo físico, pode tentar fazer de cavalo.A partir da Lagoa da Gaivota, seguimos a pé durante 8h, parando pra tomar banho nas lagoas. Como era época de chuvas, tivemos que cruzar muitas lagoas quase a nado com mochilas na cabeça.

lencois maranhenses - travessia

Como partimos tarde de Santo Amaro, anoiteceu, pra piorar começou a chover, essa parte foi um pouco tensa, mas chegamos vivos até a Queimada dos Paulos, oásis que junto com a Queimada dos Britos concentra as dunas mais bonitas dos Lençóis Maranhenses. As queimadas são consideradas as áreas onde viveram os primeiros habitantes dos Lençóis e até hoje guardam um certo resquício daquela época. Parece que o tempo parou. Chegamos famintos e fomos muito bem acolhidos na casa do Seu Massu. Jantamos uma boa galinha caipira e fomos dormir. Não tem luz elétrica, as casas são de terra batida, feitas de pau a pique com telhado de palha.  A noite é em rede.

Dia 2 : QUEIMADA DOS BRITOS – BAIXA GRANDE / 4h de caminhada e 10 km

Amanhecemos a 20 km de distância do nosso ponto de partida, Santo Amaro.

lencois - queimada dos paulo

Casa do Seu Massu, Queimada dos Paulo

queimada dos paulo

Os moradores do parque não têm o habito de dormir em camas, só em redes. Hora de se adaptar, pode ser um pouco difícil pra quem não esta acostumado, mas o cansaço ajuda no sono.

cabra lencois

Seu Massu dando o café da manhã pra cria, a cabrinha é uma das muitas da região. São companhia constante na caminhada pelo deserto. Vivem soltas, criadas de forma extensiva.  A pesca é a atividade principal dos moradores, quando não caminham até o mar, pescam nas lagoas do lado de casa mesmo.

Acordamos e por volta de 11h saímos em direção à segunda etapa. Foram 3h de caminhada em direção a casa da Rosa, em Baixa Grande. No caminho, barulho somente o do vento e solidão total. De tempos em tempos encontrávamos com algumas cabras. Elas pertencem aos habitantes do parque, mas criadas de forma extensiva. Ficam soltas e se viram pra comer e viver. Uma vez por ano os donos saem em comitiva pra reunir o rebanho.Aqui é o meio dos Lençóis Maranhenses.

cabras lencois

Pra quem tinha caminhado o dia anterior todo essa parte foi fácil, paramos algumas vezes pra tomar banho nas lagoas e logo chegamos em Baixa Grande – infra-estrutura melhor, mas felizmente ainda sem energia elétrica. A noite também é em um redário coletivo. A comida muito boa como sempre, assaram castanha de caju na hora. Sem contar os bolos e doces de murici, buriti e outros tis.

Dia 3 : BAIXA GRANDE – LAGOA BONITA – BARREIRINHAS / 10h de caminhada e 20 km

No ultimo  dia o cansaço bateu, afinal dormir em rede não é minha especialidade. Partíamos pra uma caminhada de 8h até a Lagoa Bonita, já quase na saída dos Lençóis  Maranhenses. Acordamos às 4h da manhã e tomamos o delicioso e farto café da manhã. Sair de madrugada é essencial pra evitar o sol de meio dia na maior parte da caminhada. Em época de cheia, a travessia é assim em alguns pontos : mochila na cabeça e água no pescoço

lencois maranhenses - travessia (2)

No caminho um show de paisagens, as luzes da manhã são as mais favoráveis à fotografia nessa região.

Encontramos um maluco de bicicleta, morador de Queimada dos Britos

Por volta de 11h da manhã o sol estava bem forte e ficou difícil caminhar. Apesar de estar de chinelo, meus pés começaram a queimar e uma temida bolha enorme no dedão apareceu. Fiz as ultimas horas então de meia, o que me ajudou muito.

Paramos bastante pra um refresco nas águas cristalinas. O sol realmente estava muito forte, o que atrasou nossa chegada. Foram 10h de caminhada para começamos a chegar nas áreas turísticas e avistar outras pessoas. Estávamos quase na Lagoa Bonita que como diz o nome é realmente maravilhosa. Ela é a porta principal de entrada no deserto e onde chegam os jipes vindos de Barreirinhas.

lagoa bonita

Quando descemos a ultima duna encontramos o quiosque pra comprar água gelada. Alguns minutos de descanso e reflexão pra finalmente realizar o que tínhamos feito antes de embarcarmos na caminhonete que nos levaria a Barreirinhas. Foram mais 40 minutos de 4×4 no meio da plantação de buritis e aguns sítios até chegar a Pousada do Rio.

Situe-se. Veja o mapa pra entender onde fica cada região citada aqui.
Como fazer  a travessia dos Lençóis  Maranhenses ?

Eu fiz com uma agência e praticamente todas em São Luis são capazes de propor.  Uma boa opção é procurar a associação de condutores de Barreirinhas e ir direto na fonte pra encontrar um guia :  Central das Cooperativas. (98) 349 0000 . Avenida Rodoviária, S/N. Bairro Boa Fé, Barreirinhas/MA.

lencois maranhenses 2

Basta ver se o preço não é abusivo, normalmente a diária do guia custa em torno de R$ 150 e a estadia na casa dos habitantes por volta de R$ 50. Fora isso tem que contar os trajetos em 4×4, normalmente uns R$ 200/R$ 250 por trajeto. Quem quiser mesmo tentar organizar sozinho é só estudar bem o roteiro e pedir ajuda das pousadas. Elas sempre vão indicar o transporte e vão ter o contato de algum guia. Atenção que o guia deve ser experiente, afinal andar nas dunas exige muito senso de direção. Não ha praticamente nenhum referencial.

O que levar ?
  • Um guia local pra não se perder,  de preferência pergunte se ele tem certificação.
  • Mochila leve, você pode despachar a mochila grande no serviço de van. O motorista vai deixa-la na sua pousada em Barreirinhas.
  • Chinelo (o melhor pra fazer a caminhada) ou meias se você tem pés sensíveis. De sapato nem pensar, mesmo os sapatos de caminhada podem queimar o pé.
  • Protetor solar, remédios pessoais, roupa de banho
  • lanche para a trilha
  • agua, mas se acabar os guias sabem como filtrar a agua das lagoas
  • saco para proteção da maquina fotografica, afinal vai ter areia pra todos os lados
  • muito bom senso, você vai dormir na casa de gente humilde e que vive boa parte do tempo no isolamento, tente respeitar os modos locais
Quando fazer ?

O melhor período é de abril a novembro, quando as lagoas estão cheias e o sol do verão não dificulta a caminhada.

Onde dormir ?

Santo Amaro : Pousada Bellas Aguas (Rua Osvaldo Cruz, 35)

(98) 3369-1176 (98) 8145-7512

Onde dormir em Barreirinhas

 

About Nivea Atallah

Jornalista de formação e mochileira por vocação.

55 comments

  1. Vou para lá no final de setembro… vou reler sua postagem e fazer mais pesquisas com calma para ver se animo fazer essa caminhada!

  2. Sou guia na região! estou aqui para ajudar todos que querem fazer o trekking pelos Lençóis Maranhenses, tel: (98) 9 88979178 ou Watsapp, e – mail fabricio.lencois@outlook.com.

  3. Oi Nivea,

    Adorei o relato! Eu estou planejando ir para o Lençois em breve. Você o que é que recomenda mais? Procurar o guia em São Luis, o direto em Barreirinhas?
    Obrigada!

  4. Olá! Você já tinha o hábito de fazer grandes caminhadas antes dessa viagem? Estou pensando em ir em agosto, mas nunca caminhei mais de 10km no plano, imagina 20 e poucos em areia fofa, sem uma sombra. Essa travessia é em ritmo de passeio, parando sempre em vários pontos?
    Obrigada!

    • Ola Patricia,
      Eu não estava acostumada e consegui. O guia sai de madrugada justamente pra não pegar muito sol. A gente vai caminhando pelas bordas das lagoas e a areia não é tão fofa. É pesada a caminhada, mas dá pra ir.
      Abs
      Nivea

  5. Oi Nivea, me disseram que o trajeto Santo Amaro x Atins vai contra o vento (irei em Maio 2016). É tão forte a ponto de dificultar a caminhada ?

    Obrigada

  6. eu sou guia na região e posso ajudar meu número pra contato (98)988979178 watsapp email: fabricio.lencois@outloo.com , eu to aqui pra ajudar todos aqui querem conhecer os Lençois Maranhenses

    • Felix Padilla

      Caro Fabrício, poderia também nos enviar algumas referências de experiência ?

      Vou fazer a travessia sozinho a pé
      Vou precisar de transporte até as entradas do parque
      Quero fazer o trajeto Atins – Santo Amaro
      Quero fazer sem guia, mas quero transporte:
      São Luís – Barreirinhas
      Barreirinhas – Atins (voadeira)
      Santo Amaro – São Luís
      indicações e dicas para a trilha

      Tenho experiência em viagens de aventura pelo brasil e pelo mundo – sou atleta amador com experiência e viagens de aventura sozinho

      Saída a partir de São Luís dia 06.08.15 primeiro horário . Tenho de estar em São Luís dia 12.08.15

      Poderia me ajudar de alguma forma ?

      Felix Padilla
      12 981894347
      Fxpadi@hormail.com
      São José dos Campos – SP

  7. Marcelo Marcos

    Bom dia !!!! Sensacional seu blog, parabéns !!!! Vc acabou de ganhar + um seguidor !!! rsrsrsrs Muito informativo e organizado.
    Minha viagem está programada para feriadão da Semana Santa, como no Rio terá o feriado de São Jorge, terei 5 dias em Santo Amaro para conhecer os Lençõis …….. Gostaria muito de acampar, e li em alguns blogsque as pessoas cedem espaço no quintal pra camping, mas todos os telefones que encontrei são antigos e não completam a chamada, vc teria algum contato pra camping em Santo Amaro ??? Obrigado !!!!!

    • Ola Marcelo,
      Santo Amaro é pequena, uma vez lá vai ser fácil de achar. Eu não tenho contato de nenhum camping por lá.
      Boa viagem

    • Ola, Marcelo. Também moro no Rio e estou me programando para ir nest mesmo período? Você conversou com a cooperativa? Devo ir com mais 1 amiga. De repente, podemos diminuir custos.

      Grata,

  8. Vc foi em qual época do ano? To pensando em ir em abril de 2014, mas por ser época de chuvas tenho receio de chover em excesso e atrapalhar a viagem.

    • Ola Enio, fui em maio. Abril é tranquilo tambem. A chuva não atrapalha pq chove mais no final do dia.
      A única época que eu não aconselho fazer essa travessia é no verão, muito calor e pouca água nas lagoas.
      Abs

  9. Excelente relato! Farei essa travessia agora em maio, mas penso em fazer de jegue, ou cavalo. Vou fazer no sentido oposto ao seu: de atins até Santo Amaro. Você tem informações a respeito?
    Obrigada!

  10. Oi Nívea,

    Adoramos o seu relato e nos encheu os olhos e estamos pensando seriamente em visitar este lugar.
    Já estamos até pesquisando as passagens e pelo que vi, não deve ser tão complicado achar guias em São Luís, não?
    Vou ficar te incomodando com mais perguntas…
    Um grande abraço,
    Marcia

  11. Ana Beatriz Gouveia Araújo

    Cara muito maravilhoso! to muito afim de fazer..só falta convencer meus amigos..! deve ser mágico

  12. Adorei o post!! Vou compartilhar.. tudo bem?! 😉

  13. Essa experiência deve ter sido mesmo sensacional! Além de toda a beleza do lugar, essa coisa de confrontar os próprios limites…. e ainda conviver de pertinho com os moradores. As fotos estão maravilhosas!

  14. LINDA essa travessia. Pretendo fazê-la em breve, mas de quadriciclo… Mas o seu relato já deu uma prévia pra gente… Obrigada por compartilhar… Parabéns pelo blog. Convido vocês a conhecerem o meu: http://www.expedicaoandandoporai.com
    Bjs
    Carla

  15. Oi, estou querendo fazer esse trekking, e gostaria de saber qual agencia que vc foi. Pq eu vi algumas porem sem referencias. A sua já ajudaria muito!

    Valeu.

  16. Oi Nivea!

    Uauu, que experiencia gratificante em?

    Estarei em Manaus em Maio, seguindo para os Lençois no inicio de Junho. Chego dia 03/06 em São Luis e sigo direto para Santo Amaro!!

    Estarei sozinha e tenho uma enorme vontade de fazer a travessia. Realmente não tenho preparo fisico, mas a minha vontade é enorme!!

    Liguei para a Luci da Pousada Bellas Aguas, mas me cobrou R$80,00/diária. Na verdade ela me disse que é R$100,00, mas dei uma chorada, pois achei o valor elevadíssimo para o meu bolso..hehehe.

    Você gostou da pousada? Indica alguma outra em Sto Amaro?

    Me cobrou também R$45,00 pelo traslado São Luis – Santo Amaro.

    Liguei para um guia turistico, indicado por um dos mochileiros. Ele me disse sobre o valor de R$150,00/dia, mas como estarei sozinha, vai fazer um valor reduzido….!

    Bom, estou pensando em fazer de meia o percursso! Lembro-me de estar na Bahia e só de andar na areia para chegar a praia, já se formou bolhas entre os dedos dos meus pés…OSSO!

    Enfim, penso em ir com uma mochila pequena, quanto menos mais!

    4 dias está bom para os Lençois? Depois sigo para São Luis! Indica locais para se hospedar, comer e visitar? Pelo o que pesquisei, as praias ao redor não são lá aquelas coisas…

    Já falei bastante!

    :]

    Gratidao!

    Mayra

    • Oi Mayra,

      Vale muito a pena fazer a travessia, eu tb nao tenho preparo físico e meu pé é super sensível. Tb fiz bolha, mas no final valeu a pena.

      Sobre Santo Amaro essa foi a que eu achei melhorzinha, então fica la mesmo. E a cidade é bem cara mesmo pq o acesso é difícil.

      O transfert é esse preço mesmo, a empresa se não me engano é a BRTur.

      4 dias pra fazer a travessia e ainda conhecer São Luis acho pouco, o melhor seria deixar uns 5 ou 6 pq as distancias são enormes e vc acaba perdendo no deslocamento.

      São Luis aconselho vc a ficar bem no centro histórico, aconselho a Pousada Portas da Amazônia. Não é das mais baratas, mas tem vários bares e restaurantes a alguns passos. Não achei Sao Luis uma cidade tranquila pra andar de noite. Fica meio deserto.

      Boa viagem e volte aqui pra contar como foi !

  17. Oi Nivea!
    Eu e meu namorado estamos indo neste sábado (28/04) para São Luis, chegamos la por volta de 10h e voltamos dia 01/05 (viagem bate-volta). Vamos ficar na capital ate 14h e depois seguimos para Sangue e Santo Amaro. Meu namorado está super a fim de passar pelos lençóis a pé, mas tenho receio de não aguentar tantas horas de caminhada, devido ao nosso preparo físico e além disso tenho medo de nos perdermos por lá. Você poderia me informar quanto foi pago ao guia? Você o recomenda? Tem o contato dele? Quais as suas dicas para este passeio? Vamos ficar numa pousada, em Santo Amaro, então plano é sair da pousada para passeios e voltar para dormir.
    Aguardo contato! E parabéns pela aventura!

    • Oi Luciane, a caminhada exige disposição, mas não precisa de um super preparo físico de atleta. Vale muito a pena, mas de 28 a 1 é pouco tempo. Não sei se da pra fazer a travessia (que dura geralmente 3 dias). az assim, pergunta na pousada Bellas Aguas em Santo Amaro com certeza vão saber te indicar e na tua pousada também. Eu não tenho mais o contato do meu guia. Pergunte se o guia é local mesmo, geralmente eles moram em Queimada dos Britos, la no meio dos Lençois. A diária é em torno de 100 reais.
      Depois volte aqui pra contar !

    • Luciene, eu entrei em contato com o Carlos. Ele é guia turistico, ex morador da Queimada dos Britos. Atualmente mora em Barreirinhas. Segue o email dele: carlosqueimada@hotmail.com
      Beijos e espero que ajude!

  18. Oi Nivea. Escrevi sobre o Maranhão e coloquei o link para este post seu, que é maravilhoso! 🙂

  19. Fiz esta travessia em junho/2011, show! Saimos de Atins, pernoite em Baixa Grande – pern. em Queimada dos Britos – pern. em Betânia. Chegamos em Sto Amaro 13h, ficamos curtindo e conhecendo o lugar mais 2 dias (total da viagem: 10 dias – BH/SLuís/Lençóis/SLuís/BH). Lá é melhor que Barreirinhas, que já virou “muvuca” (em julho). Esse ano (2012) vamos novamente, saindo (a caminhada) de Lagoa Bonita (Barreirinhas) até Canto de Atins (praia), pernoite, e aí refazendo o roteiro de 2011. Conhecemos um guia de Sto Amaro super bacana (Tourinho), é peça, e conhece todo os Lençóis. Se alguém quiser seu telefone, só me contatar. Em tempo: parabéns pelo blog, é 10! Temos muitas fotos legais tb, se alguém quiser ver, faça contato.
    Abç.,
    Luiz. Brumadinho/MG

  20. Luzinete Atallah

    Nossa isso é surreal!!!!!

  21. Rafa Malheiros

    Olá, adorei o blog. Queria saber quanto custa mais ou menos fazer esse passeio a pé ?

    • Ola Rafa,

      A diaria do guia é mais ou menos 120, a noite na casa dos moradores 60. Deopois é so contar os transportes, lanches, a noite em Amaro. Acho que uns 3 dias daria uns 500 reais.

  22. Fiz esta trip alguns anos atrás, inclusive tendo que dormir uma noite na base de uma duna gigante e tendo que cavar cacimbas para encontrar água (era o final da época seca, na semana do Natal, que passei em Queimada). Só que saí de Barreirinha e voltei de barco por Atins.

    Vale muito a pena, pessoal é muito acolhedor.. o que não pode é deixar passar a oportunade de tomar o vinho de caju e a tiquira, típicos da região. Mas cuidado, a lenda diz que se você tomar 3 copos de tiquira e depois um banho gelado fica loucão por uns 3 dias.. Além de, claro, guaraná Jesus, que tem gosto de cicletes.

    Abraço

  23. Obrigada Maurício !

    Mas não faz de carro não, é muito poluente. Eu não sou nada esportista e aguentei fazer. Acho que todo mundo aguenta.

    Abs

  24. ADOREI!!! Ótimo relato. Sou doido pra fazer essa travessia tb, mas de carro! rsrs
    Vou recomendar pros nossos visitantes tb.
    Abs

  25. Juçara Braga

    Parabéns! Vc é guerreira. Fui lá, mas fiz o roteiro turístico a partir de Santo Amaro. Nem pensar em atravessar aquela areia toda a pé… rsss. Comi galinha caipira, tomei banho de lago e de rio com o jipe estacionado ali pertinho. Agora, estou pensando em desvendar a Serra Gaúcha com meus sobrinhos (um adolescente e dois adultos). Já esteve lá? Tem sugestões ou dicas?
    Abraço,

    Juçara

  26. elizabeth oliveira

    Adorei as imagens e o relato da viagem. Que bela aventura e que cenários inspiradores. Vou guardar as excelentes dicas pra quando for até lá.
    Beijos. Beth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *