sábado , setembro 23 2017
Capa / Brasil / Por dentro do poder. Como fazer visitas cívicas guiadas em Brasília

Por dentro do poder. Como fazer visitas cívicas guiadas em Brasília

Vou dizer uma coisa, Brasília pra mim é uma das cidades mais fotogênica que já visitei. Esse post aqui é longo porque tirei muitas fotos. Mas vale a pena ler. Vou mostrar como ir além do panorâmico e entrar no Congresso Nacional, ver o Gabinete da Dilma e sentar nas cadeiras do STF. Confira a seguir, pois é tudo gratuito.

brasilia - visita civica (35)

Vista do Congresso a partir da varanda do STF. Brincando de tirar fotos das colunas.

Eu passaria horas e horas brincando de achar ângulos diferentes pra registrar a arquitetura maravilhosa de Oscar Niemeyer na Praça dos Três Poderes e no restante de Brasília. Sério!

brasilia - visita civica (79)

Guerreiros candangos e o STF ao fundo. É ou não é lindo?

Pois bem, a visita cívica da qual vos falo não se limita ao contemplativo. Estou falando de ver tudo isso do lado de dentro. Ou seja, entrar no Palácio do Planalto,  no Supremo Tribunal Federal (STF) e sentar na cadeirinha dos deputados lá no Congresso Nacional (de baixo dos famosos pratos).

brasilia - visita civica (31)

Visitar tudo isso por dentro é possível com as visitas guiadas, basta se programar com horários e dias certos. Leva mais ou menos umas 4h pra fazer os Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e o melhor dia é DOMINGO. Ministros, deputados e presidente trabalham sim e durante a semana ou as visitas são limitadas ou não pode entrar nessas casas.

A Suprema Corte de portas abertas aos cidadãos (Primeira visita: Poder Judiciário)

A visita do Supremo Tribunal Federal (STF) foi minha primeira parada.

brasilia - visita civica (28)

“Justiça”: mulher, sentada, de olhos vendados e com uma espada na mão.

O sistema de visitas já existe há 10 anos e recebe mais ou menos 400 pessoas em cada dia de funcionamento (sempre finais de semana). Pode visitar durante a semana também, mas nesse caso para quem tem interesse em assistir aos julgamentos. E deve ser agendado por uma instituição de ensino. Ou ficar só restrito ao hall dos bustos. No site do STF explica tudo.

brasilia - visita civica (44)

Nosso grupo tinha umas 10 pessoas e durou 30 minutos. Essa é a vista de dentro do prédio do STF. Ao fundo está o Palácio do Planalto.

Eu simplesmente adorei a visita, sempre conduzida por funcionários super simpáticos e solícitos que explicam o funcionamento e a história do STF. Visitamos o prédio inteiro, passando pelo Hall dos bustos, um pequeno museu com réplicas dos trajes antigos dos ministros, pela sala do presidente do STF e finalmente pelo Plenário.

Salão Nobre, onde autoridades são recebidas

Salão Nobre, onde autoridades são recebidas

Não tem restrição de fotos, pode clicar tudo e é uma verdadeira aula, interessante pra todo mundo, não apenas pra quem é da área de Direito. Duração de meia hora mais ou menos.

Plenário da Suprema Corte, aquele mesmo que aparace na TV Justiça.

Plenário da Suprema Corte, aquele mesmo que aparace na TV Justiça.

Bem, não precisa dizer que o ponto alto da visita e que faz sucesso entre os visitantes é o Plenário, onde ocorrem os julgamentos. Hoje em dia são transmitidos pela TV Justiça e quem passa por esses canais provavelmente vai reconhecer a sala. Já aviso logo que não, não pode sentar na cadeira dos ministros, mas dá pra sentar nas cadeiras da platéia.

A escultura "Justiça" é um dos representações mais significativas. Foi feita em um só bloco de granito pelo mineiro Alfredo Ceschiatti.

A escultura “Justiça” é uma dos representações mais significativas do poder judiciário. Foi feita em um só bloco de granito pelo mineiro Alfredo Ceschiatti.

Resumo: Visitas completas do STF só nos finais de semana, de 10h – 17h, é gratuito, é guiado e vale muito a pena. Melhor visitar domingo porque combina com o Planalto. Site: http://www2.stf.jus.br/


Visita do Palácio do Planalto permite dar aquela “espiadinha” no gabinete do Presidente da República (Segunda visita: Poder Executivo)

Dali do STF dá pra cruzar a Praça dos Três poderes a pé e se dirigir à visita do Palácio do Planalto, aquele onde tem a rampa e de onde o Presidente da República despacha.

brasilia - visita civica (69)

Indo a pé do STF para o Palácio do Planalto.

Aqui é preciso ficar esperto, pois a visita só acontece domingo, de 9h30 – 14h. A visitação segue o mesmo esquema e é bem mais concorrida do que a do STF. Tem fila, com sistema de senhas, mas não esperamos muito. Tudo é muito organizado.

Palácio da Alvorada só é aberto à visitação aos domingos pela manhã

Palácio do Planalto só é aberto à visitação aos domingos pela manhã

Os grupos são maiores, em torno de 30 pessoas e somos conduzidos pelos funcionários de Relações Públicas da presidência.

brasilia - visita civica (117)

Por dentro do poder. Já no interior Palácio do Planalto.

Favor não confundir o Palácio do Planalto, onde a presidenta despacha, com o Palácio da Alvorada, onde ela mora. Este último, que é residência oficial dos Presidentes, fica longe dali, perto do lago Paranoá e só se visita às quartas (eu não fiz).

Os Dragões da Independência vistos de dentro do Planalto.

Os Dragões da Independência vistos da varanda do Planalto.

Confesso que não lembro a duração da visita, mas foi quase 1h e passamos por todo o Palácio, incluindo as inúmeras salas de solenidade e o salão oval, onde oficialmente acontecem as reuniões supremas.

Nós também temos a nossa teoca da guarda. Esse aí foi o momento que os dragões se revezam no sol.

Nós também temos a nossa troca da guarda. Esse aí foi o momento que os dragões se revezam no sol lá de baixo.

Eita cidade fotogênica

As famosas colunas do Planalto

Continuando a visita, a todo momento é possível fazer perguntas e interagir com a RP que faz a visita. E o Palácio é um show a parte em termos de obras de arte.

brasilia - visita civica (134)

Várias obras de arte de artistas brasileiros são um atrativo à parte do Planalto

Obras de arte são uma constante no Planalto.

O que todo mundo quer ver, no entanto, é o que deixam pro final: o Gabinete Presidencial.

brasilia - visita civica (137)

brasilia - visita civica (144)

Muitas orquídeas e vaporizador são o toque pessoal da Presidenta no gabinete

Resumo: Visita do Palácio do Planalto só se faz aos domingos, de 9h30 a 14h. É gratuito, é guiado e eu adorei.

Visita do Congresso Nacional : Não aperte botões de votação na mesinha dos deputados (Terceira visita: Poder Legislativo)

O Congresso Nacional em tese é a casa do povo, então as visitas são mais flexíveis. Não se pode impedir o povo de entrar na própria casa, não é mesmo?  Mas acontece que estamos falando de visitas guiadas, que alguns dias são restritas a grupos, em outros dias se limitam a algumas áreas.  Enfim, vá domingo. Assim pode combinar com as outras do judiciário e executivo.

Aos domingos o acesso é pela rampa principal.

Aos domingos o acesso é pela rampa principal.

A visita do Congresso Nacional é um grande sucesso, muito concorrida e com grupos enormes de mais de 50 pessoas. No início tem um vídeo institucional e depois seguimos pela a Câmara dos Deputados e depois para o Senado Federal. Eu não visitei o Senado porque estavam fazendo manutenção na luz. Uma pena. Mas entrei no prato da Câmara dos deputados.

brasilia - visita civica (160)

O Salão Verde com jardim de Burle Marx e azulejos de Athos Bulcão

Salão Verde

Salão Verde

Assim como os outros prédios, o Congresso Nacional é uma ótima maneira de contemplar as obras de artes de artistas brasileiros.

 

brasilia - visita civica (170)

“Alegoria de Brasília”, Di Cavalcanti

Pois bem, o final claro é entrar no Plenário, onde os deputados votam. Me pareceu menor do que visto pela TV, mas isso é normal. Podemos sentar nas cadeiras e as mesas cheias de botões para votação. Controle-se e não aperte. Claro que muita gente faz isso e ganha um esporrinho básico dos seguranças.

brasilia - visita civica (163)

Câmara dos Deputados Federais

brasilia - visita civica (167)

Gente, o teto ali é a cúpula maior, o prato voltado pra cima. Se você sabia, parabéns, pra mim foi “A” descoberta. Em tempo, o prato menor, voltado pra baixo é o teto do Senado Federal

Resumo: O Congresso Nacional é flexível em visitação, mas aconselho aos domingos para combinar com o do STF e do Planalto. É guiado, é gratuito e eu pretendo voltar pra ver o Senado que não deu pra espiar. Informações: www2.congressonacional.leg.br/visite/guia-do-visitante-pt

Sobre Nivea Atallah

Jornalista de formação e mochileira por vocação.

3 comentários

  1. Eu agora moro em Brasília e estou c visitas vim saber melhor dia para fazer o tour dos poderes, adorei o post

  2. Adorei o post! Tô louca pra ir pra Brasília! Vou programar pra compartilhar na fanpage do meu blog esses dias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*