sábado , maio 27 2017
Capa / França / 7 coisas que você não deve fazer em Paris

7 coisas que você não deve fazer em Paris

Lista do que fazer na cidade luz tem mais de mil. Só que alguém já te disse o que não fazer em Paris ? Baseada em fatos reais e omitindo nomes pra não constranger as personagens, aqui vai uma listinha de pelo menos 7 coisas que você não deve fazer em Paris.

1.Procurar a entrada do Museu do Louvre em volta da pirâmide de vidro

Tudo bem, muito turista roda a pirâmide inteira tentando entrar. Só que a entrada não vai ser pelo vitral, né ? É embaixo da pirâmide. Tem que buscar a porta principal, seja paciente e disfarce.

Louvre_(4856978474)

 

2. Tentar chegar ao Arco do Triunfo atravessando a rua

The_Arc_of_Triomphe

Essa é clássica e eu quase embarquei. Quando se vir do outro lado do arco, não se empolgue, procure a passagem subterrânea, não vai rolar atravessar a rua.

3.Achar que não precisa do mapa do metro

418px-Paris_Metro

Você pode achar que é cria da cidade, super urbano, mas com aquelas linhas e cores vai se perder. Ah, e se a porta não abrir automaticamente tem que virar a maçaneta, mesmo.

4.Tirar foto da foto

Vendeurs_d'estampes_03

Aqueles posters de cabaré e fotos da Paris antiga nos camelôs são lindos, né ? Só que estão ali pra serem vendidos e não fotografados. Sabe o quanto os vendedores têm raiva de quem chega ali e sai clicando ? Tente fazer e veja no que vai dar.

5. Andar sem olhar pro chão

Ernest Rouart

Esse já é conhecido, mas vale lembrar. Parisiense não cata cocô de cachorro. Até tem um serviço público, um carrinho que vai limpando a sujeira, mas no intervalo entre ele passar e você pisar …melhor olhar pro chão. Já faço isso aqui no Rio de Janeiro e funciona muito bem.

6. Comprar miniatura da Torre Eiffel em frente ao monumento

Eiffel_Tower_1889-04-02

Os ambulantes são insistentes, você está em êxtase por ver a famosa torre, mas contenha-se um pouco e compre a miniatura algumas ruas depois ou do lado. Chegam a custar a metade e são de melhor qualidade.

7. Pedir informação ao jornaleiro

paris boutique j 1910

Isso já é demais. Por que cargas d’água o jornaleiro falaria inglês ou estaria disposto a te ajudar ?  Paris é a cidade mais visitada do MUN-DO. Fique feliz se ele só disser não com a cabeça e nem olhar na tua face. Em Paris, só peça informação a quem foi pago pra fazer isso – em pontos de informação turística.

São apenas sete porque eu gosto do número 7, poderia ser mais. Vou tentar continuar a lista (…)

 

Fotos Wikimedia : 1.Louvre 2013, 2.File:The Arc of Triomphe 2011/Nathan Kline, 3. Paris Metro 1991/Barbara Mürdter, 4.Vendeurs d’estampes à Paris au XIXe siècle par Pierre Vidal (1849-1913), 5.Ernest Rouart “”L’Homme au chien, portrait d’Eugène Rouart”  Crédit : Jean-Louis Losi, Paris/Editions Paris Musées 2004, 6.Eiffel Tower, 2 April 1889, 7. Boutique au journaux, 1910.
 

 

Sobre Nivea Atallah

Jornalista de formação e mochileira por vocação.

7 comentários

  1. Kaio Celsius

    Acabei de vir de um tour da Inglaterra a França e digo que qualquer canto da inglaterra bate de 10 sobre a frança, Por que?
    1. A frança possui um número muito grande pessoas que querem te fazer de trouxa, com batedores de carteira, ciganas que jogam aneis de ouro no chão para tentar te destrair e te roubar, e se você tentar retruca-las elas te seguem de forma intimidadora.
    2. Realmente se você tentar falar inglês com qualquer um, eles vão te ignorar de tal forma que parece que você é um lixo. Essa ignorância é culpa exata dos “americanos” pois diz a lenda que os franceses não gostam nem um pouco do jeito exarcebado dos americanos.
    3. Os pontos turisticos/públicos não são iguais ao Brasil em questões de alvará, lá não tem essa de “só funciona com visto e autorização dos bombeiro”, ou seja, tome muito cuidado ao visitar algum ponto historico, principalmente aquele teatro subterraneo escuro,
    4.Os hoteis clássicos são CAROS e em seus aposentos só temos em disponívels cama e um banheiro sem acessorios. Digo os mais humildes, não frequentei hoteis de luxo pois são caros além da conta.
    5. Ressalto a questão de andar com MAPAS, caso você seja um mochileiro pois as ruas tem residencias/prédios muito semelhantes uns dos outros e é muito fácil se perder e acabar caindo no ITEM 1, que citei nesse comentário

    Bom, minha opinião não é fazer você desistir de ir visitar paris, mas preste o dobro de atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*